Quando devo começar a vacinar meu cachorro?

Adotou um cachorro e precisa saber quando iniciar as vacinas, qual o melhor calendário de vacinação para ele? Pois bem, neste post apresentaremos um programa de vacinação “padrão” utilizado para cães filhotes até a vida adulta.

Observação importante: este post não está sendo escrito por um veterinário, e um profissional deve ser consultado SEMPRE em qualquer decisão que afete a saúde do seu bichinho de estimação. Ok?

Idade Procedimento
30 DIAS 1ª Dose do Vermífugo
40 DIAS 2ª Dose do Vermífugo
45 DIAS 1ª Dose da Vacina Múltipla (22 dias depois da 1ª dose)
66 DIAS 2ª Dose da Vacina Múltipla (22 dias depois da 2ª dose)
87 DIAS 3ª Dose da Vacina Múltipla + Vacinas complementares
ANUAL Reforço das vacinas indicadas pelo Veterinário.

Notas importantes:

O primeiro passo deve ser desverminar o animal. Se ele estiver com vermes a vacina não terá efeito, então de forma alguma pule esta etapa;
Se você adotou um cachorro abandonado (parabéns!), você deve iniciar o processo com a desverminação. 15 dias antes da vacina o cachorro deve ser desverminado. Depois é só ir contando o tempo conforme a tabela;
Somente animais saudáveis devem ser vacinados;
Cães idosos não devem receber reforço de vacinas;
Não vacine fêmeas no cio, o certo é esperar até 4 semanas;
Fêmeas prenhes não devem ser vacinadas;
Animais que passaram por cirurgias precisam de, pelo menos, duas semanas até ser vacinado;
A vacina antirábica não deve ser aplicada com outras vacinas;
NÃO EXISTE vacina diferente para cães de raça, nem vacina por raça de cachorro.

 

Mais informações sobre o calendário de vacinação:

De modo geral o protocolo vacinal para filhotes de cães prevê uma série de três doses de vacinas múltiplas, as V8, v10… Depois pode ser montado um calendário de reforço anual. Porém, a duração da imunidade é variável para cada um dos componentes vacinais, sendo de longa duração para cinomose, parvovirose, adenovirose e panleucopenia, e de curta duração, de apenas alguns meses, para a leptospirose – por exemplo.

Existem, porém, algumas vacinas que são essenciais para todos os cães. Vacinas essenciais são aquelas recomendadas a todos os filhotes com história desconhecida de vacinação. As doenças envolvidas possuem uma significante morbidade e mortalidade e são distribuídas amplamente e, de modo geral, a vacinação resulta em uma proteção relativamente boa. As vacinas consideradas essenciais para cães são: raiva, cinomose, parvovirose e adenovírus 2.

Vacinas opcionais devem ser consideradas de acordo com o risco de exposição do animal baseando-se na distribuição geográfica da doença e no estilo de vida do animal. Entre elas estão: bordetella, parainfluenza, leptospirose (quatro tipos) e vacina combinada de cinomose e sarampo.

Assim, como o grau de proteção não é o mesmo para todas as doenças, esquemas alternativos de vacinas podem ser estabelecidos pelo veterinário levando-se em consideração o estilo de vida, os hábitos dos cães e os riscos efetivos da região em que o animal vive.

Se você quiser entender mais sobre:
A importância da vacinação múltipla inicial, acesse: A importância da vacina V8 ou V10
O que as vacinas V8, V10 protegem os cães, acesse: Qual a melhor vacina V8 ou V10?


FONTES:
Saúde Canina
Pet Dicas
Blog Mundo Cão

Anúncios