Por que é importante castrar os animais?

Essa é uma pergunta cuja resposta pode pode causar polêmica desnecessária. Quer saber por que é importante castrar os animais de estimação? Pela saúde e bem estar deles. Neste post vamos tentar mostrar os principais benefícios e desvendar alguns mitos sobre a esterilização de cachorros e gatos.

É importante castrar os animais porque:

1 – Evita filhotes que você não tem como cuidar, nem pra quem doar – evita que você acabe abandonando eles nas ruas;

2 – Evita que seu cachorro ou gata tenha tumores em decorrência da produção de hormônios;

3 – É econômico e mais tranquilo para você castrar e não ter que se preocupar com período de cio e injeções para evitar que o animal fique prenhe. Detalhe: essas injeções causam tumor nas gatas e cadelas, sim!

4 – Ajuda a conter comportamento indesejado, principalmente dos machos, que quando não castrados tendem a demarcar território urinando em toda parte, além de ficar mais agressivo para “defender” o território – o que facilita inclusive os passeios;

5 – Diminui o risco de fugas, principalmente dos machos que saem para ir atrás de fêmeas no cio;

6 – Evita o constrangimento com as visitas, essa é ótima: um cão castrado quando filhote não desenvolve aquela compulsão por almofadas, objetos, ou as pernas do seu convidado;

castrar

Algumas dúvidas comuns sobre a castração de cães e gatos:

1- Não é melhor esperar o primeiro cio antes de castrar minha cachorra, ou a minha gata?

Não! É totalmente desnecessário e dispensável. Quanto antes castrar melhor. Não há problemas em castrar antes do cio, e é até recomendado para evitar tumores. A castração da fêmea remove todo aparelho reprodutivo, então castrá-la no tempo certo é castrar cedo!

2- Não é melhor esperar o primeiro cio antes de castrar minha cachorra, ou a minha gata?

Não! A fêmea não “precisa” ter uma cria para saber como é, isso não vai trazer qualquer benefício para ela. Bem pelo contrário, ter tido uma cria aumentam as chances dele desenvolver tumor nas namas. E essa “necessidade” de ser mãe é coisa inventada pelos humanos, sem hormônios, as cadelas (ou gatas) nunca sentirão falta disso, não farão ideia do que se trata.

3 – Animais castrados perdem olfato ou capacidade de caça?

Não! Castrar os animais vai apenas inibir a produção do hormônio que estimula a reprodução, e o comportamento em decorrência disso. No mais, seu cachorro ou gato segue o mesmo.

4 – Animais castrados ficam gordos?

Não! A alimentação dos animais não muda porque eles foram castrados, então basta seguir a recomendação do veterinário quanto à frequência e quantidade que ele vai seguir saudável e feliz.

5 – A castração não mutila o animal, não é uma crueldade?

Não! É uma cirurgia simples e, quando feita por profissionais qualificados, traz muitos benefícios, já citados. A recuperação é fácil, para fêmeas leva cinco dias, para machos, apenas três dias. Além disso, é muito raro complicações que levem a morte do animal.

Cruel é deixar um animal sofrer nas ruas por falta de um lar. Não tem lar para todos os animais, e a situação vai piorar se ninguém castrar os seus cachorros e gatos. E, pior, muito mais cruel, é deixar cães e gatos sofrerem as consequências de não serem castrados: maus tratos nas ruas após as fugas, atropelamentos, doenças contraídas sexualmente, partos mau sucedidos e etc.

6 – Castrar um animal não é pecado?

Pelo amor, não! O que é pecado, fazer mal a um ser vivo? O item anterior já responde a isso, que castrar é pelo bem do animal, então não é pecado. E se você tem “pena” por que ele não vai mais fazer sexo, leia o próximo item.

5 – Meu cachorro vai deixar de ser “macho” se eu castrar ele?

Não!!!! Os animais não são como os seres humanos que precisam “satisfazer desejos sexuais”. Cães e gatos, assim como qualquer outro animal, fazem sexo para reprodução e preservação da espécie. Porém, eles não sabem quando a espécie já atingiu um nível exagerado de população, e seus hormônios mandam reproduzir mais e mais. Nós, como seres inteligentes (?) sabemos que a população de cães e gatos está demais, então cabe a nós fazer esse controle. A melhor forma, mais segura e justa é com a castração.

7 – Meu bicho já é adulto, ainda vale a pena castrar?

A idade ideal é ainda filhote, de 5 a 6 meses, mas, seja gato ou cachorro, macho ou fêmea, sempre castre seus animais, mesmo que o adote adulto, mesmo que não saiba a idade. Leve ao veterinário e peça um exame. Se a saúde dele estiver boa, castrar vai garantir mais tempo e mais saúde.

8 – Ok, acho que entendi, mas porque devo castrar também os animais da rua, não é suficiente cuidar só dos meus?

Se o seu pet já está castrado, parabéns! Saiba que foi a melhor opção para ele e para você, consequentemente, já que deve amá-lo e respeitá-lo, por isso o adotou e o mantém na sua família.

Mas, saiba que os animais de rua passam muito trabalho. Cadelas são estupradas inúmeras vezes durante o cio por outros cães. O mesmo acontece com as gatas. Os animais de rua brigam muito para disputar as fêmeas, ficam feridos, pegam infecções. E mesmo assim, com tantas doenças “disponíveis” e riscos, a vida prevalece, e mais filhotes nascem. Eles passam por fome, frio, atropelamentos, maus tratos, e quando chegam na idade adulta, adivinhem? Mais reproduções, e mais animais.

Se você não for sensível o bastante para sentir por eles, sinta por você. Essas doenças, e a sujeira deles, pode nos afetar, ou seja: o controle populacional de animais de rua é também um caso de saúde pública. As prefeituras deveriam tomar o problema como sério e fazer alguma coisa. Mas, vamos encarar a realidade, a assistência básica aos humanos não está sendo cumprida, não podemos esperar que façam alguma coisa pelos animais. Então, se tem um cachorro ou gato na sua rua que você não pode adotar, tente castrá-lo. Será um bem por eles e pela sua família.

Anúncios