Qual a diferença entre a vacina nacional e a importada?

Existe uma discussão é muitas estórias envolvendo as vacinas para cães, além das vacinas V6, v10… v12 (sobre as quais já falamos neste post aqui: Qual a melhor vacina V8 ou V10) há sempre a dúvida sobre qual a diferença entre a vacina nacional e a importada. Fizemos uma pesquisa para, pelo menos, dar alguma noção da diferença.

Alguns especialistas consideram a vacina nacional pouco eficiente, resultado esse comprovado clinicamente. Ou seja, os profissionais observaram que animais vacinados com o produto nacional acabaram contraindo algumas doenças para as quais deveriam estar imunes.

O motivo para essa “falha” é indicada principalmente pela falta de controle na distribuição do medicamento. A vacina nacional pode ser comprada e vendida por qualquer estabelecimento. Normalmente é disponibilizada sem a recomendação de um veterinário, é entregue ao cliente para levar pra casa, ou aplicada no próprio local. As vacinas precisam ser mantidas a certa temperatura e a variação pode inutilizar a solução e acabar não imunizando o cachorro. Assim, perde-se o controle do armazenamento e transporte, além de desconhecer a eficiência na aplicação.

Já a vacina importada, a qual também é chamada de “vacina ética”, tem a distribuição controlada. Somente veterinários podem comprá-las, e a aplicação também costuma ser feita por este profissional. O problema com armazenagem e transporte também existe para essas vacinas, mas por estarem sob os cuidados dos veterinários, e serem aplicadas nas clínicas especializadas, ela é considerada mais eficaz e mais segura.

Acredita-se também que as indústrias investem mais em pesquisa e desenvolvimento para a produção, por serem as vacinas éticas exportadas para diferentes países. Assim, a qualidade seria muito superior. Porém, é preciso se dar conta de um detalhe: as vacinas nacionais passam pelo controle de vigilância que liberam a comercialização, e se são liberadas devem imunizar também.

Deste modo, a diferença entre a vacina nacional e a importada será onde você vai comprar e como a vacina será aplicada. 

 

Como falamos no post sobre os tipos de vacina e no “Quando devo começar a vacinar o meu cachorro?”, o momento certo, frequência e o tipo de vacina não é definido pelo tutor dos animais. O veterinário deve ser consultado, ele deve examinar os cães ou gatos, e então determinar quais vacinas e como será o procedimento. Afinal, antes de vacinar os animais precisam ser desverminados, pois a saúde deve estar 100%. Vacina é coisa séria!

 

Anúncios