Vermífugos para os animais de estimação

Vamos falar de coisa séria e um pouco deixada de lado por alguns tutores: neste post vamos falar do que você precisa saber sobre vermífugos para os animais de estimação. Vamos focar em cães e gatos, por serem os mais procurados. Lembramos que são algumas orientações básicas que não substituem a consulta com veterinário para a indicação mais adequada.

 

Vamos responder as dúvidas mais frequentes:

 

1- Por quê devo dar vermífugo para meu cachorro ou gato?

Pelo mesmo motivo que nós humanos precisamos desse tratamento quando diagnosticada a contaminação. A saúde dos animais de estimação, assim como a nossa, inspira cuidados. Vermes podem causar doenças, muitas delas gravíssimas que levam o animal ao óbito. Em casos mais graves, pode contaminar os humanos também, então é imprescindível tratar.

 

2- Como saber se meu animal de estimação está com vermes?

Um dos primeiros sinais que podem ser observados é o sangue nas fezes, que pode ter consistência pastosa e com cheiro forte. Em muitos casos pode ser notada a presença dos vermes nas fezes, por isso é importante observar sempre que for recolher o cocô do seu cachorro, ou gato. Outro sintoma é perda de peso, falta de apetite e fraqueza.

Se você notar qualquer um desses sintomas, ou outro comportamento anormal, procure imediatamente um veterinário para que seja feita uma avaliação e prescrito o melhor medicamento.

 

3- Qual o tratamento para vermes nos animais?

Existe uma infinidade de medicamentos para prevenir e para remediar. Geralmente o veterinários prescreve um medicamento ou a combinação de diferentes produtos para ampliar o espectro e evitar o máximo possível de tipos de vermes. Se for identificado um específico, é claro, ele vai tratar aquele e determinar a frequência e quantidade adequada para cada situação.

Existem soluções caseiras, e sempre tem algum “entendido” que vai tentar de recomendar alguma coisa. Não acredite nessas medidas, estamos falando da saúde do seu bichinho de estimação, não é brinquedo. E um vermífugo não custa tão caro assim. Até porque, essas receitas caseiras podem provocar outras reações e você terá mais gastos com medicamentos. Melhor não arriscar.

 

4- Qual a maneira correta de dar vermífugos para meu cachorro ou gato?

Nem sempre é uma tarefa simples. Mas, você precisa ser “firme” com seus animais de estimação, e usar do respeito que ele tem (ou deveria ter) por você para dar remédios. A maneira mais simples é abrir o focinho e colocar o(s) comprimido(s) o mais próximo possível da garganta. Dessa forma eles engolem mesmo contra a vontade e nem percebem direito o que aconteceu.

Pra garantir que eles não vão “devolver” o remédio, depois de colocar na garganta você pode fechar e segurar a boca deles fechada. Isso também faz com que engulam os medicamentos.

Outra opção é dar no meio de algum alimento que eles gostem muito. Com cães isso funciona muito bem, é pode ser bom para quem tem cães de grande porte e difíceis de controlar. Mas, cuidado, evite dar com carnes ou embutidos crus. Porque esses alimentos podem causar vermes. O mesmo ocorre para o leite, evite ao máximo de dar leite para os animais, mesmo os recém nascidos (pra saber mais, leia Como alimentar filhotes recém-desmamados).

E é claro, quem tem gatos, prefira colocar o comprimido diretamente na língua deles. O olfato dos felinos é muito apurado e eles não se deixam enganar tão facilmente quanto os cachorros. Quase sempre percebem o remédio e recusam o alimento.

 

5- Qual a frequência para dar vermífugos para os animais?

Se você quiser prevenir vermes nos seu cachorro ou gato, muitos veterinários recomendam de desverminar os animais de estimação de 6 em 6 meses. Mas, você deve saber qual o vermífugo mais adequado e a quantidade certa, que varia de acordo com o peso (sim, isso requer um médico veterinário para definir). Mas, se você já teve a prescrição e quer garantir, seis meses é um bom tempo.

Mas, se você tem um gato que quase não sai pra rua, que come apenas ração, e se sua casa não apresenta muitos focos para contaminação, talvez você possa ampliar esse tempo entre uma prevenção e outra. Por outro lado, se os animais ficam no pátio, têm contato com focos de contaminação, esse prazo de 6 meses pode não ser suficiente, e você deve levá-lo com mais frequência ao veterinário para garantir a saúde dos animais.

 

6- Quando posso dar vermífugo para filhotes?

Se você tem um filhote precisa tomar uma série de cuidados que começa (adivinhem?) com uma visita ao veterinário. Ainda mais se você for marinheiro de primeira viagem. Agende uma consulta e tire todas as dúvidas sobre os principais cuidados.

Mas, para não deixar a pergunta sem resposta, geralmente inicia-se o tratamento com 30 dias de vida, com a primeira dose, 20 dias depois a segunda, e então iniciam-se as vacinas. (para saber mais, leia Quando devo começar a vacinar o meu cachorro?)

 

7- Precisa mesmo repetir a dose do vermífugo depois de 15 dias?

Sim! É essencial, inclusive. Isso porque o vermífugo vai agir nos vermes já formados, não nos “ovos” deles. Depois de 15 dias você acaba com a nova “geração” deixada pelos vermes já eliminados. Esse procedimento garante que seu bichinho vai se livrar de vez dos vermes.

Não se engane com a provável melhora após a primeira dose, não tente economizar. Se não repetir em 15 dias, os vermes voltam a assombrar e você ficará tratando o seu cachorro ou gato para sempre, o que não é bom.

Além disso, lembre-se que desverminar é importantíssimo para deixá-los saudáveis e fortes antes de receberem vacinas. Não fazer o tratamento adequadamente pode causar problemas de saúde com a aplicação da vacina. E faça como o veterinário indicou! 😉

 

Dúvidas bobas, mas necessárias, cuja resposta é NÃO por motivos óbvios:

  • Posso dar vermífugo de cães para gatos e vice-versa?
  • Posso dar vermifugo humano para meu cão?
  • Posso dar uma dose maior do que indica a bula pra garantir o resultado?
  • Posso dar mais doses do que duas doses, ou sempre que eu quiser?

 

Não! Porque…

  • O tratamento digestivo deles são diferentes.
  • Embora tenha poucas contra-indicações, vermífugos são medicamentos e não devem ser usados descontroladamente!

 

Sempre, galera, sigam a orientação do veterinário (e/ou da bula)!

Anúncios